Veja
Datena é ameaçado de morte e, ao vivo, dá o troco de forma épica

Publicado em 08/05/2019 23:16

Foto/Reprodução

Nesta quarta-feira, 8 de maio, o jornalista José Luiz Datena surpreendeu ao comentar o decreto de lei do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que flexibiliza o porte de arma no Brasil. Algumas categorias, como políticos e jornalistas, terão acesso mais fácil a esse tipo de item. 

 

O apresentador revelou ainda ao vivo que está sendo ameaçado de morte. Ele também usou uma arma de plástico, garantindo que agora poderia se defender, já que é jornalista e o decreto do presidente também atinge sua categoria. 

 

Segundo o âncora do Brasil Urgente, ele é ameaçado todos os dias por levar pautas sobre crimes ao seu programa. O apresentador, no entanto, diz que está muito velho para usar uma pistola e que quiser continuar o ameaçando, que fique. De acordo com Datena, ele não está nem aí. 

 

Apesar de ter uma grande família, o repórter da TV Bandeirantes garantiu que já viveu o suficiente. Em outro momento, no entanto, Datena confessou que, no passado, chegou a andar armado devido à tamanhas ameaças que recebia, mas que hoje não tem mais tanto temor. 

“Muita gente [jornalista] está escrevendo [sobre o decreto de Bolsonaro que facilita a posse de armas], sem receber qualquer tipo de ameaça. Queria ver eles escreverem e sendo ameaçado como eu sou. Entendo o decreto que Bolsonaro fez“, prosseguiu o comunicador. 

Datena avaliou ser necessário o uso de armas, mas disse que é preciso desarmar bandido também. “Hoje temos mais fuzil do que pirulito. Tem que desarmar o bandido e impedir o contrabando de armas também’, disse o apresentador da Band.