Entenda
Derrota histórica: Brasileirão começa e Palmeiras não se dobrou à Globo
Um ano de negociações não adiantou. Para raiva dos patrocinadores e revolta dos torcedores que pagam o Premiere. Palmeiras não fecha com a Globo

Publicado em 27/04/2019 17:43

Foto/Reproducao

" (...)As plataformas Globo têm direitos para exibir jogos de 19 clubes do Brasileirão na TV aberta, 13 no SporTV e 18 no Premiere. Mesmo após o início da competição, as negociações serão mantidas com o Athletico Paranaense, com quem já temos contrato para a TV Aberta, para os direitos do pay per view, e com o Palmeiras para a transmissão de jogos na TV

 

As negociações seguem em linha com o novo modelo e respeitam a paixão do torcedor, as condições de mercado e a relevância dos clubes. Como acontece desde o início da temporada, com os Campeonatos Estaduais, o Palmeiras - único clube até aqui ainda sem qualquer acordo com as empresas Globo - continuará tendo espaço na cobertura constante do GloboEsporte.com e nos programas esportivos da TV Globo e do SporTV, além da exibição ao vivo de partidas do clube pela Copa Libertadores da América e pela Copa do Brasil.(...)

Esta foi a postura oficial da Globo, divulgada hoje, na manhã do dia 27 de abril de 2019, no seu site esportivo.

Dia histórico para o futebol deste país.

Início do Campeonato Brasileiro de 2019.

Pela primeira vez desde a criação dos Clube dos 13, em 1987, que a dona do monopólio das trasmissões do futebol, com uma aliança que parecia perpétua com a CBF e com os clubes, se vê sem o poder de mostrar os jogos do Palmeiras, na tevê aberta, no canal a cabo e no pay-per-view. E do Athletico Paranaense no pay-per-view.

De nada adiantaram, até agora, meio-dia deste sábado, mais de um ano de negociações. 

Acabou a subserviência pura.

O Palmeiras fez valer a sua posição de decacampeão e atual campeão do Brasil. Não aceitou ganhar menos e ter menos partidas transmitidas que seu rival histórico, o Corinthians.

Com o apoio dos bilionários patrocinadores Crefisa e Puma. Mas a arena moderna melhor localizada do país, no estado mais rico da União. E do lucrativo plano de sócio-torcedor, o presidente Mauricio Galiotte virou as costas à Globo.

Leia mais direto do R7